Amor ou paixão cega? Como diferenciá-los

image

Amor ou paixão
cega? Como diferenciá-los:

“Como posso saber se estou realmente
amando?”, perguntou um leitor ao colunista de
um jornal. E a resposta foi: “Se precisa
perguntar, então não está amando.” A
inadequação da resposta é aterradora, ainda
assim muitos continuam pensando que quando
o amor os acertar, ele será percebido! Na
verdade, a coisa não é bem assim.
Estudos mostram que a maioria das pessoas
tende a considerar os relacionamentos
passados como paixões e o atual como amor
verdadeiro. Outra pesquisa descobriu que a
média das experiências de pessoas que vivem
paixões é de seis a sete vezes, ao passo que
as do amor verdadeiro é de uma a duas vezes.
Você pode ter vivenciado muitos romances,
mas o ponto é: Como pode afirmar se seu
amor é verdadeiro ou apenas uma paixão
efêmera?
Amor e paixão possuem sintomas similares
Amor e paixão possuem algo em comum –
sentimentos fortes de afeição por alguém – o
que complica a questão de perceber as
diferenças, porquanto muitos dos sintomas se
sobrepõem uns aos outros. A maioria das
paixões arrebatadas e cegas pode conter uma
porção de amor verdadeiro e o amor
verdadeiro pode incluir muitos dos sintomas
encontrados na paixão. Então, as diferenças
entre amor e paixão são freqüentemente
verificadas em grau, mais do que em
definição. Portanto, devem-se examinar todas
as evidências com extrema cautela.
Amor e paixão compartilham três sintomas:
atração sexual, desejo de estar próximo e
emoções fortes.
Atração sexual. A atração sexual pode estar
presente sem o amor verdadeiro. É
inteiramente possível, particularmente para o
homem, ter um forte desejo sexual por uma
mulher que ele antes não conhecia. Abraçar e
acariciar aumenta a urgência dos sentimentos
eróticos até que o sexo domine a relação. A
paixão, por si só, não é indicação de amor
verdadeiro. A atração sexual pode ser tão
importante na paixão quanto no amor
verdadeiro, e às vezes pode ser até
dominante. O amor deve estar baseado em
mais do que atração sexual ou paixão cega.
Além disso, ninguém pode manter uma paixão
por muito tempo e com tamanha intensidade,
mesmo que jurem fazê-lo. Se todos os casais
vão à procura de paixão, o relacionamento
possivelmente terminará em poucos meses. Se
um casal pretende chegar ao matrimônio
baseando-se no ímpeto inicial da atração
sexual, aprenderá que quando a paixão
acabar, nada haverá que os mantenha unidos.
Desejo de proximidade. O desejo de
proximidade pode tornar-se imprescindível
tanto na paixão como no amor verdadeiro.
Você pode desejar estar junto à pessoa amada
o tempo todo, temendo o momento em que se
apartará dela. Você pode sentir-se vazio e
sozinho quando seu(sua) amado(a) não está
com você, mas isso não é necessariamente
uma indicação de amor verdadeiro. O desejo
de estar próximo pode ser tão forte na paixão
quanto no amor verdadeiro.
Emoções fortes. As pesquisas confirmam que
experimentamos diferentes sintomas físicos
no princípio da paixão. Sensações como
caminhar nas nuvens quando tudo vai bem e
sentir-se doente quando tudo vai mal; arrepios
subindo e descendo pela coluna vertebral,
incapacidade de concentração, dores no
estômago ou dificuldade de comer, são
sintomas muito comuns, mas as emoções
fortes ocorrem tão freqüentemente na paixão
quanto no amor verdadeiro, embora
sentimentos inexplicáveis e emoções fortes
indiquem mais a paixão. O amor verdadeiro
abriga mais que uma mistura de sentimentos
inexplicáveis, e se mantém após a diminuição
das emoções fortes.
Se você está sozinho(a), entediado(a) ou
tentando superar o rompimento de um
romance, mostra-se mais vulnerável a
interpretar um novo romance como amor
verdadeiro, ainda que esse seja pouco mais
que paixão. Se você é inseguro(a) ou possui
baixa auto-estima, deve ficar alerta. Pessoas
maduras, bem como aquelas que possuem
elevada auto-estima, podem ser enganadas
por uma paixão, mas têm mais chances de
reconhecer a diferença entre o amor
verdadeiro e a paixão.
Não fique com a impressão de que a paixão
seja de todo ruim. Pode ser uma agradável e
divertida experiência se reconhecê-la como tal
– um curto interlúdio de uma fantasia
romântica. Dando-se tempo suficiente, ela irá
passar ou se desenvolverá num
relacionamento verdadeiro que envolverá mais
que um ímpeto de emoções. Lembre-se de que
alguns relacionamentos que começam como
paixão, desenvolvem-se em amor verdadeiro
com o passar do tempo, enquanto são postos
à prova.
O amor verdadeiro difere da paixão na medida
em que provê tempo e espaço para reconhecer
as boas qualidades bem como as falhas do
amigo(a) especial. Comprometer-se com, ter
relações sexuais com, viver com, ou casar-se
com alguém baseado nesses sentimentos
precoces, é pura tolice e irá resultar em
conseqüências previsíveis e negativas.

O Lado bom de ser solteiro..

image

O Lado bom de ser solteiro!!!

Ah ser solteiro, e uma coisa tão boa né???

Ser solteiro tambem tem suas vantagens…

Estudar
Trabalhar
Curtir a Vida
Sair com os Amigos
Ir pra balada
Etc, Etc, etc..

A maior vantagem de ser solteiro e ter um lado bom:
Aproveitar cada momento da vida, estar sempre ao lado dos amigos, conhecer pessoas novas, mas não esqueça de aproveitar a solteirisse…

Feliz dia do Solteiro….

As Fases do Amor..

image

image

image

image

image

As Fases do Amor

O amor passa por fases distintas, como muitas
outras coisas que fazem parte da vida. Assim
que se inicia, ele é como um conto de fadas,
nada parece estar fora do compasso, tudo flui
de modo harmonioso e perfeito.
Mas, como a perfeição é um ideal que só
existe em nosso desejo, à medida que
começam a se desfazer as ilusões e fantasias
criadas em nossa mente, o pólo contrário
começa a surgir. Visto que a mente é sempre
dual e se baseia nos opostos, o encantamento
inicial é substituido pela decepção e um
sentimento de que nossos sonhos foram
traidos.
Além disso, as qualidades que enxergávamos
no outro, passam para o segundo plano e os
defeitos assumem uma posição de destaque.
Se nosso lado sensato consegue predominar,
ultrapassamos esta etapa e passamos a
enxergar nosso par exatamente como ele é,
um ser humano que, assim como nós, vivencia
acertos e tropeços.
Aqueles que, ao contrário, ainda se encontram
imaturos, insistirão em buscar o ser perfeito
que, acreditam, virá realizar todos os seus
sonhos. E sentirão muita raiva e frustração ao
descobrirem que a pessoa na qual
depositaram todas as suas esperanças, não
conseguirá realizar os seus desejos.
Amar exige um conhecimento profundo de si
mesmo, pois somente deste modo poderemos
entender e conhecer outro ser humano. A
única possibilidade de alcançar equilibrio na
relação com o outro é aceitá-lo como é e
mostrar-se sem qualquer disfarce.
Somente quando abandonamos a fase da
ilusão e vivenciamos o amor de forma madura
é que podemos vislumbrar a real dimensão
que ele pode assumir, e experimentá-lo como
uma das mais gratificantes experiências que a
vida tem a nos oferecer.
“….O amor é um domingo.
Cansado – cansado das falsidades, cansado
das máscaras, cansado de mostrar faces
feias e não verdadeiras às pessoas, e
continuamente reprimindo seu ser – a
pessoa quer alguém com quem possa ser
ela mesma totalmente – relaxada, à
vontade, tranqüila.
Assim, se você ama uma pessoa, desde o
início, nunca seja não verdadeiro. Se o
amor desaparecer, é melhor que o
relacionamento seja quebrado. Ele tem
que ser quebrado – porque não há
qualquer sentido em tal relacionamento.
Se a sua verdade for aceita, se você for
aceito, somente então este é um amor que
vale a pena. Então você cresce através dele.
… Em um simples momento, a pessoa pode
mudar completamente. Ela estava muito
alegre e pode se tornar muito triste.
Exatamente um momento antes ela estava
pronta para morrer e no momento
seguinte ela está pronta para matá-lo. Mas
a humanidade é assim. Isso traz uma
profundidade, traz surpresas e um
tempero… Caso contrário, a vida seria
muito entediante.
Tudo isso é belo. Tudo isso são notas de
uma grande harmonia. E quando você ama
uma pessoa, você ama essa harmonia e
aceita tudo que compõe essa harmonia.
Algumas vezes está chovendo, outras vezes
o céu está escuro e cheio de nuvens, e
outras vezes as nuvens desaparecem e ele
fica repleto da luz solar. Algumas vezes é
muito frio e outras vezes é muito quente. E
exatamente desse mesmo jeito, o clima
humano vai mudando, todas as coisas vão
mudando. Quando você ama uma pessoa,
você ama todas essas possibilidades.
Infinitas são as possibilidades e você ama
todos os matizes e tons.
Assim, seja verdadeiro e ajude-a a ser
verdadeira. Então o amor se torna um
crescimento. Caso contrário. O amor pode
se tornar uma coisa muito venenosa. Pelo
menos, não corrompa o amor. E lembre-se,
ele não é corrompido pelo ódio. Ele é
corrompido pela falsidade. Ele não é
corrompido pela raiva, nunca. Mas ele é
destruído por uma pessoa não autêntica,
por uma falsa face.
O amor somente é possível quando existe a
liberdade de você ser você mesmo, sem
qualquer vigilância, sem qualquer
restrição. Você simplesmente está fluindo.
O que você pode fazer? Quando você está
rancoroso, você está rancoroso. Quando as
nuvens estão no céu e o sol está brilhando,
o que você pode fazer? E se a outra pessoa
compreende e ama você, ela aceitará, ela o
ajudará a sair das nuvens – porque ela
sabe que isto é apenas um clima que vai e
vem – estes são apenas humores, são fases
passageiras, e por trás dessas fases
passageiras está a realidade, o espírito da
pessoa, a alma.
Quando você aceita todas essas fases, logo
os vislumbres da alma verdadeira
começam a acontecer para você. Continue
meditando e faça de seu amor uma
meditação também”.

Seja Simples..

image

Seja Simples

Como chinelo de dedo. Claro
como a água.
Seja leve como a nuvem e sábio
como um ancião.
Seja doce como brigadeiro.
Seja simples como uma camiseta
branca.
Menos é mais.
Mais é bom quando é união.
Quando chegamos a algum lugar
juntos. Quando compartilhamos
momentos, dividimos as tristezas
e dissolvemos problemas.
Mais é bom quando fazemos
descobertas incríveis e temos
para quem contar e vibrar por
nós. Mais é bom quando é soma.
Quando mesmo na dificuldade
conseguimos rir.
A simplicidade mora dentro de
cada um de nós.
É um acordo entre nossa mente
inquieta e nossa paz de espírito.
Em qual dos lados você escolhe
ficar?
Quanto mais simples, mais
agradecido.
Porque quanto mais a gente
diminui nossas expectativas,
simplificamos, mais fácil de se
surpreender com a vida.
Com os belos presentes diários
que temos.
” – Ah mas eu não recebo
presente nenhum todos os dias”
O primeiro é respirar. É ter vida.
É estar vivo. É poder ter alguma
coisa que nos faça acreditar em
dias melhores.
Pense um pouquinho: você se
lembrará de momentos mágicos
em sua vida e aposto que os
melhores momentos foram
aqueles que você não precisou de
nada glamouroso, nada demais.
Foi o menos e a simplicidade que
tomaram conta de você.
Seja simples como um chinelo de
dedo.
Seja claro como a água.
Só não se esqueça de ser!

Texto tirado do site Motivação todo dia…

A fofoca morre quando chega nos ouvidos da pessoa inteligente.

image

A fofoca morre
quando chega aos
ouvidos da pessoa
inteligente


A fofoca morre quando chega aos ouvidos da
pessoa inteligente
A língua não tem ossos, no entanto, é forte o
suficiente para machucar e envenenar através
de fofocas e rumores. Um vírus letal que só
desaparece quando chega aos ouvidos da
pessoa inteligente.

O carrossel costuma girar
sempre da mesma forma e assim
funciona a fofoca, sempre
existe um hipócrita que cria a
mesma para que o fofoqueiro a
espalhe e o ingenuo acredite
sem resistência. A diferença de
um carrossel para a fofoca é
que o carrossel nunca vai parar
de girar, mas a fofoca sim,
esta pode parar de se
disseminar, basta que ela
chegue aos ouvidos de um
inteligente, que tem o coração
vacinado e não atende e nem
responde a coisas que não fazem
sentido.
A língua aparentemente é um
órgão bem frágil, mas no
entanto é forte o suficiente
para machucar e envenenar as
pessoas. Em muitos casos, a
fofoca dá uma espécie de poder
para aqueles que a pratica. As
pessoas que fazem isso encaram
a fofoca como um modo de sair
da rotina e se distrair como se
seu ato não fosse afetar
ninguém…
É exatamente por esse motivo
que costumo dizer que os
fofoqueiros não sabem ser
feliz. Eles ocupam o seu tempo
a camuflar as suas amarguras e
tristezas em tarefas inúteis e
supérfluas com as quais
invalidam inutilmente a sua
autoestima.
Por outro lado quem dedica o
seu tempo a aprimorar-se a se
mesmo não tem tempo para se
quer criticar os outros, quanto
mais inventar fofocas.
Por isso é importante que
sejamos mentes pensantes e
inteligentes para que possamos
criar uma barreira para freiar
a maldade e não deixar aquela
fagulha de fogo se espalhar,
ela que almeja formar um
incêndio e sempre levar alguém
com ela.
A sabedoria popular sempre nos
disse que para quebrar uma
sequência, basta remover o
elo.
Temos que ser íntegros,
transparentes e não alimentar
jamais esse tipo de atitude que
se espalha como um vírus.
As más línguas vão sempre nos
acompanhar, de uma forma ou de
outra, então o melhor a fazer é
tentar evitar que sejamos uma
delas, sabendo diferencia uma
fofoca de algo que é verdade e
as vezes nossos olhos não que
enxergar. Fofocas são para
pessoas inferiores e a
informação é para ouvidos
sábios, basta você decidir de
que lado ficará!

Tirado de : http://submersaemsentimentos.blogspot.in/2016/10/a-fofoca-morre-quando-chega-aos-ouvidos.html?m=1

Os Problemas da Vida..

image

Os Problemas da Vida…

Todos nos sempre temos algum tipo de problema, seja na familia, na escola ou ate mesmo no Amor..

E você se pergunta como se faz pra resolver os seus problemas;

Ah se fosse tão facil de resolver… Os mais faceis de resolver são os problemas da matematica… Kkk

Brincadeiras a parte, o maior geito de resolver os nossos problemas e sempre buscar as soluções de um problema e resolver, se não der certo, continue tentando, uma hora você consegue resolver os problemas, todo mundo tem problemas na vida…

ÀS VEZES NÃO É O AMOR QUE ACABA, MAS A PACIÊNCIA

image

ÀS VEZES NÃO É O AMOR
QUE ACABA, MAS A
PACIÊNCIA

Às vezes não é o amor que acaba,
mas a paciência, essa que dizem que
é santa, porque resiste a ventos e
marés e sempre acaba dando mais
do que deveria.
Agora, como não oferecer tudo para
essa pessoa com quem construímos
uma ligação emocional e vital, e até
mesmo uma vida?
“Às vezes, a realidade
eventualmente cai para abrir
nossos olhos. O nosso coração
não pode apagar o que sente do
dia para a noite, mas quando a
pessoa perde a paciência, começa
a tirar uma após outra, todas as
vendas que a cegam.”
Alguns dizem que a paciência é uma
virtude, mas é claro que esta
dimensão não pode ser aplicada a
todas as áreas e, além disso, deve
ter os seus limites.
Não podemos passar a vida inteira
sendo paciente ao ver sendo
violados os nossos direitos, nossas
necessidades como seres que
precisam de reciprocidade,
cuidado, carinho e reconhecimento.
O amor exige empenho,
determinação e paciência … mas até
certo ponto
Paciência no amor
não é o mesmo que
passividade
Como indicado anteriormente,
muitas vezes, definimos o conceito
de paciência como uma virtude.
“Paciência também é definida
como uma habilidade: de
tolerarmos situações
desfavoráveis ​​sobre as quais
temos, ou não, controle. Agora,
quando falamos sobre o amor,
precisamos manter sempre à
frente de nossa própria
realidade.”
Alguns se justificam usando esta
palavra como uma dimensão a ser
assumida.
As coisas estão ruins, mas o que
você vai fazer? Tem de ter
paciência. “O que podemos fazer
se ele é assim? Nós não podemos
mudá-lo, então é melhor
mantermos a paciência.”…
Não confunda
paciência com
passividade
Na verdade, essa é a chave real.
Podemos ser pacientes, podemos
fazer da paciência a nossa melhor
virtude porque nos ajuda a
analisarmos melhor a situação, a
sabermos observar, para sermos
reflexivos.
No entanto, todo esse processo
interno deverá permitir-nos ver a
verdadeira realidade.
Uma pessoa paciente não tem de
ser passiva. A pessoa passiva faz da
tolerância sua forma de vida,
permitindo abusos como a violação
de sua integridade. E isso é algo que
nunca devemos permitir.
Os benefícios de ser
paciente, mas não
passivo
Quando se trata de estabelecer e
manter um relacionamento
amoroso, a paciência é um pilar.
Claramente não temos que gostar
de cada aspecto, comportamento
ou costume de nossos parceiros,
mas também não temos de nos
comportarmos impulsivamente,
destruindo o relacionamento.
Nós somos pacientes, respeitamos e
toleramos porque amamos. Porque
sabemos que em cada
relacionamento existe um tempo
para que as coisas se harmonizem
de modo a se encaixarem, por sua
vez compreendendo as necessidades
de cada um.
“A paciência deve ser mútua e
realizada quase como um
exercício. Eu sou paciente com
você, porque eu te respeito e te
amo, porque eu reconheço você
como uma pessoa, e sei que o
amor não é apenas celebrar as
coincidências, mas também
respeitar as diferenças.”
Mas a paciência requer clareza
emocional. Temos de saber onde
estão os limites e entendermos
quando estamos sendo violados
como pessoas. Como membros de
uma relação amorosa.
Não podemos fechar os olhos para
as deficiências e sermos insensíveis
à dor emocional que nos causa
vazio, o desprezo ou abuso sutil
exercido através de palavras
envenenadas.
É nesse ponto que a paciência deve
acabar, puxando o véu para
enxergar a verdade.
Quando a paciência
acaba … O que vem?
Quando paciência acaba vem a
decepção, porque já estamos
conscientes da nossa realidade em
todas as suas nuances. Em todos os
seus contrastes. Agora, isso não
significa que temos a obrigação de
dissolvermos essa relação
instantaneamente, se ainda estamos
amando a pessoa.
É hora de falar, de falar sobre a
situação e dizer o que você sente e
do que precisa. Se nos
preocupamos com esse
compromisso, vamos dar tudo o
que pudermos para mantê-lo.
Agora, para um relacionamento
florescer ou curarmos essas
carências que nos ferem, o esforço
deve ser mútuo. No momento em
que só um se dedica à relação, a
decepção se torna um poço sem
fundo.
“A paciência não é a capacidade
de esperar, mas de entender que
merecemos coisas melhores.”
___